Guarda-pó

Compartilhe este texto:

Basta digitar a palavra cientista no Google pra encontrar várias fotos semelhantes a essa: uma pessoa de guarda-pó, preferencialmente em meio a tubos de ensaio. Lembro de uma propaganda de um desses cogumelos milagrosos (“contra artrite, artrose, osteoporose”), em que a imagem do cientista ganhava um acréscimo: aparecia um japonês de guarda-pó para falar das últimas pesquisas relativas ao produto. Se cientistas já são pessoas inteligentes, gênios, imagine só um cientista japonês! Não menos ridículo é pensar que até poucas gerações atrás os professores de sociologia usavam guarda-pó também. São ciências sociais, entende? Me pergunto como uma peça de vestuário que deve ter nascido da simples praticidade de proteger a roupa adquiriu um imaginário tão poderoso. Há quem declare sonhar em ser um profissional da saúde para usar guarda-pó branco – ou que tenha fantasias sexuais com quem o usa. A função de proteção é o de menos. O guarda-pó é um verdadeiro símbolo de status.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *