Entrevista de Abujamra com Sonia Hirsch

“O Ministério da Saúde é um grande ministério da doença, que detecta a doença até aonde não existe, pra promover campanhas”. Com essa provocação, Sonia Hirsch, jornalista especializada em saúde e alimentação relaciona a indústria farmacêutica com a má alimentação da população.

Segundo ela “a alimentação de hoje produz o doente de amanhã, e todo mundo fica feliz”. Por todo mundo, Sonia engloba tanto os médicos e suas clínicas, quanto a indústria farmacêutica e a publicidade: “a propaganda é inteiramente irresponsável, o governo é inteiramente irresponsável, não só com relação à propaganda, mas ao que está escrito no rótulo”.

“À medida que a indústria do Câncer foi crescendo, os exames de fezes foram decaindo”, com essa frase, Sonia critica a postura dos médicos de hoje, que aboliram essas medidas simples, na detecção das doenças, e passaram a se preocupar em diagnosticar o câncer.

Sua indignação em relação ao câncer levou sua pesquisa mais a fundo: “o câncer sempre me pareceu uma história mal contada, uma caixa preta que não tinha razão de ser”. Boa parte de suas pesquisas e publicações em seu site são relacionados a esse tema.

Mesmo com as críticas, a jornalista enfatiza: “a saúde é um direito de todos e um dever de todos”, cada um deve ser responsável por saber aquilo que é melhor para si. Para Sônia o Estado não conseguer cuidar de todos nós.

Veja aqui.

Blog da Sonia Hirsch. Site dos livros de Sonia Hirsch.